sexta-feira, 20 de março de 2009

O que define um date?

Ok, a resposta mais simples e óbvia, seria, um date é quando se sai com alguém com quem se espera que surja algum tipo de interesse romântico.
Mas a minha questão, é, se eu ainda não saí com essa pessoa nenhuma vez antes, como é que sei se vou ter interesse ou não? Ou melhor, só vamos saber se estamos num date já a meio do date? Quando ele nos tentar agarrar a mão? Quando disser qualquer coisa estúpida mas em que claramente se está a esforçar para ser querido? Quando nos tentar beijar? What?!?! E antes disso? Será que ele acha que aceitámos sair por ser um date ou convidou-nos porque não tinha nada para fazer e apetecia-lhe companhia? Se não deixar antes explícito com as palavrinhas todas “quero sair contigo num date à séria”, como é que é suposto sabermos? Eu até diria que os homens têm sempre um date em mente, porque se lhes cair qualquer coisinha, tanto melhor. Mas corro já o risco de vir aqui uma série deles refilar. É um jantar e uma ida ao cinema? Era fácil se nos fossem levar a casa, até à porta, etc., mas hoje em dia o mais provável é o encontro acabar com um “então em que parque tens o carro?” porque cada um vai no seu, não moram a caminho um do outro e até é mais prático assim. Claro que no fim, depois da coisa toda, facilmente definimos um encontro. Se gostámos dizemos que foi um date, se estivémos o tempo todo a tentar arrancar os olhos só por distracção, então foi só “uma saída com alguém”. Mas afinal o que é que define exactamente um date? Alguém quer contribuir para uma conclusão qualquer...?

16 comentários:

Mag disse...

Arriscar-me-ia a dizer que um "date" é tão somente um encontro com data marcada! Quanto ao propósito do mesmo, isso só depende da intenção de cada um... ou seja, do que vai na nossa (e na dos outros) cabecinha!
Too confusing? It is indeed :))

Anónimo disse...

Prognósticos só no fim do jogo.
E eu não tenho carro, por isso iria precisar de boleia :-D

VCosta disse...

Sim, para o homem em geral qualquer saída é uma tentativa que a mesma se transforme num "date"...

Stiletto (prev My Space) disse...

Eu diria que um "date" é toda e qualquer saída com um amigo que não seja mesmo amigo, sendo que em mesmo amigo estão incluidas as seguintes categorias:
.amigos de infância (tipo ai que horror é quase como se fosse meu irmão)
.homens mesmo queridos
.ex recentes de amigas
.amigos gays (esta nem cá devia estar porque isto é o mesmo que sair com auma amiga)
Tudo o resto é date... podes é concluir, a meio do date, que o date acabou ainda antes de ter começado.. mas isso já é um bad date ;-P

Anónimo disse...

Caros,
Penso que não corro o risco de me mandarem com uma pedra na cabeça pelo que vou dizer agora (que a imolação só deve ser praticada por quem nunca pecou logo…a não ser que…) , mas olaré, aqui vai: Não acredito, e juro a pés juntos, que dificilmente um homem aceitará sair com uma mulher que não conhece, e perante a qual não tem nenhum tipo de obrigação, sem ser por interesse amoroso, sinceramente acho que todos os homens e mulheres tem este assunto em mente quando combinam uma saída a dois. E mesmo que digam que não, alguém conheceu um dos seus grandes amigos assim? Tipo: Olha, queres ser minha amiga? Vamos jantar juntos? Pode ser que gostemos os dois de Cernuda e Miles Davis, vamos descobrir e logo se vê! Acho difícil, principalmente para quem tem já melhores amigos institucionais, é demasiado ingénuo, e não reflecte os dias de hoje. Como é que sabemos se temos interesse em determinada pessoa? Não sabemos, é isso que torna tudo interessante.
Porém, já sai com imensas amigas, mas já as conhecia, de uma forma ou outra, e elas a mim, e vou deixar bem claro, qualquer homem com uma libido dentro da média, até com essas terá eventualmente algum tipo de pensamentos mais escusos, mas é como aqueles pensamentos que o cérebro involuntariamente cria, como uma bigorna a cair em cima do chefe, ou aquele vizinho, que podia ser atropelado, não é que desejemos isso, nem que o façamos, mas que lá está, está, e depois, acho que podemos todos viver com isso confortavelmente, não? É o eterno, e se?
Sou um seca, escrevo demais, as minhas desculpas.
Abóbora

redjan disse...

Nice post... gr8 comments..

Um date é uma tentativa mais de acreditar no Pai Natal.... será ?

Laredo disse...

Um "date", não será apenas e só, uma saída ou encontro entre pessoas, que vão ambas, de antemão, na expectativa de poder ocorrer algo de interesse sentimental/sexual...?
Assim tipo, apalpar terreno...ou outra coisa qualquer??

Se apenas um dos dois, vai nessa onda, então, em vez de um "date" será mais uma tentativa de engate?

Belota disse...

Ah, então na próxima vez que me convidarem para ir sair, eu devo perguntar:
- não tens nada para fazer?
- isto é um date?
- queres-me engatar?

?!
lol

CG disse...

Acho que a primeira saída é que vai definir se as próximas serão dates, ou não. Porque por vezes eles até são engraçadinhos, mas depois não passam disso mesmo... "engraçadinhos" ;) Por isso acho que a primeira saída é sempre um "vamos a ver" Big Kisses

xinha disse...

ora bem,
"date". A sério não estava nada à espera. Eu já a rondar os cinquenta e lembrar-me q nunca ouvi falar nisso. Na verdade ainda temos muito a aprender. No entanto o que me parece é que o conceito só se aplicará às quarentonas ou cinquentonas. Essas já sabem "deixar fluir"... então assim resultará. Para as mais jovens. definitivamente descartem isso. Não é para elas. Para elas "ou é, ou não é"! Sem meios termos. As outras, bem já sabem esperar e lidam bem com o "pode ser que dê". Já se amargou há muito a espera o desespero e se saboreou a esperança daí q o desassossego descançado reconforte.

Eu mesma! disse...

Pois...
acho que aqui tenho que concordar com o anónimo Abobora...

segundo os amigos machos que eu tenho... um homem não sai com uma mulher se não tiver um qualquer interesse...

obviamente....
esse interesse depois pode até desaparecer ou nem ser nada de especial... mas quando um homem nos faz um convite é porque gosta da nossa companhia....

o que por vezes me acontece...
é apenas ficar amiga desses meninos....

de qualquer forma continuo a gostar muito mais da teoria americana dos 3 dates.... ali pelo menos todas as pessoas sabem as regras do jogo...

:)

Anónimo disse...

Se um não quer, dois não dançam :) se dançarem os dois, é "date".

Sou nova por cá, gosto meeesmo muito do blog.

Patrícia

Bomboc@ disse...

tens selo e desafio no meu blog *

ladie of the darkness disse...

na minha opiniao um date e quando se espera que surja algum tipo de interesse romantico. caso isso nao aconteça, suponho que e um bad date ;)

Zorro disse...

o "date" está ligado à cultura americana e anglo saxónica. É comum as pessoas sairem com outras que não conhecem ou acabaram de conhecer para procurar namorado(a), parceiros,amizades, conhecer pessoas novas, ver no que dá. Muitos dates não dão em nada (nem namoro, nem amizade). Sair com alguém não é visto forçosamente como "se saio com ele, é porque me quer comer e vice versa". É feito de uma forma casual sem ideias preconcebidas. Em Portugal o conceito "date" não resulta porque: ele ou ela pensa logo se está a sair é porque ele / ela me quer comer. Se está a falar comigo é porque me quer comer. Nos EUA é diferente, as pessoas saem para se conhecerem. Isto é mais um exemplo do atraso cultural de Portugal que os portugueses não gostam de admitir.

Anónimo disse...

Muito bem dito .. concordo plenamente