segunda-feira, 27 de julho de 2009

Os erros típicos de uma mulher numa relação

Vá, não comecem já a refilar que as mulheres não são todas iguais e que ninguém faz isto. Fazemos sim. Se calhar não fazemos tudo o que aqui vem, mas a maior parte é mesmo característico. Digam o que disserem. Se tiverem queixas, apresentem-nas à Alanis Morissette que isto é a letra de uma música dela.


Are you still Mad

are you still mad I kicked you out of bed?
Começa bem. Mas também começa com o mais inocente. Não sei porquê mas nós temos sempre este sentimento de posse em relação à cama. Mesmo quando se vive junto e a cama é dos dois. Por algum motivo assumimos sempre que se há uma discussão eles é que têm que ir dormir para a sala. Nós? Sair da cama? Está-se mesmo a ver. A cama é um privilégio. E se eles refilam, perdem-no.

are you still mad I gave you ultimatums?
Isto também é uma grande ideia feminina. “Fazes o que eu digo ou vais arrepender-te”. Nós não damos assim tanto por isso mas acho que funcionamos muito à lei da ameaça.

are you still mad I compared you to all my forty year old male friends?
Bem, amigos de 40 anos ou amigos de 4. Depende da situação.

are you still mad I shared our problems with everybody?
Ups… Não foi com toda a gente… Foi só com as minhas amigas todas. Ah, e com os teus amigos todos também.

are you still mad I had an emotional affair?
Porque tu não estavas lá para mim e eu estava vulnerável e não me deste atenção nenhuma, etc. e tal.

are you still mad I tried to mold you into who I wanted you to be?
Esperem lá, então mas não é essa a ideia? Um projectozinho?

are you still mad I didn't trust your intentions?
Temos pena, mas deixámos de confiar cegamente nos homens. Já nos queimámos o suficiente para acharmos que vocês têm sempre uma ideia escondida (que geralmente envolve sexo).

are you still mad that I flirted wildly?
Mais uma vez. Ah e tal, não me deste atenção suficiente e eu estava carente, e precisava de festinhas no ego, e sei lá mais o quê.

are you still mad I had a tendency to mother you?
Parem de se portar como criancinhas que nós deixamos de ser vossas mães.

are you still mad that I had one foot out of the door?
É jogar pelo seguro. Antes que nos magoem, já nós estamos a considerar acabar tudo. Dá-nos a ilusão que controlamos as coisas.

are you still mad that we slept together even after we had ended it?
O que faz parte! Até parece que eles também não querem! Nenhuma relação acaba a sério sem a sessão de sexo pós-namoro.

are you still mad I wore the pants most of the time?
Porque se não fosse eu a usá-las, andávamos os dois de fraldas. Já referi as vezes em que se portam como criancinhas?

are you still mad that I seemed to focus only on your potential?
Tu és bom, mas não tão bom quanto aquilo em que eu te vou tornar. Porque, mais uma vez, projectos é connosco.

are you still mad that I threw in the towel?
Ora eu nem sabia o que isto queria dizer, mas de certeza que fazia sentido. No entanto já pesquisei no google e é uma expressão que significa algo como “desistir”, “dar as coisas por encerradas”. Lá estamos nós a tentar controlar.

are you still mad that I gave up long before you did?
Foi quando percebemos que apesar do vosso potencial, o nosso projecto não vai chegar a bom fim. Vocês não vão mudar por mais voltas que se dê à coisa. Está na altura de considerar um projecto novo.

Are you still mad
Mas estás chateado comigo? (pergunta feita com aquele ar inocente e espantado, como se não tivéssemos feito nada errado)

of course you are
Têm razão para estar. Mas nós vamos continuar a dizer que não e que a culpa é vossa. Está bem?

21 comentários:

Pink Panther disse...

LOL

Gostei das tuas conclusões... é como tu dizes... até pode ser que não aconteça connosco tudo, tudinho, mas de certeza que assim uma ou duas coisinhas já nos aconteceram... eheheheh

Bjs

Pink

Patrícia disse...

Muito giro este post. E acima de tudo verdadeiro. Gosto particularmente do Are you still mad???? :)

BB disse...

Adorei este teu post! :)

Anónimo disse...

Este post só prova que os homens têm todo o direito em ficar "mad" e de deixá-las com a maior indiferença possivel e sem medo de magoar.

Foi bruto? pois é mesmo assim. Dormir no sofá cria mau humor.

ana disse...

adorei =)

Sorrisos disse...

ó anonimo, os homens têm direito de ficar "mad", claro que sim, mas nós também...!
E esse teu comentário faz parecer que voces são anjinhos.... mas deculpa lá falta-vos muito mais que as asas!
A indeferença raramente resolve alguma coisa, deixar de falar é uma atitude mt idiota e muito pouco crescida!

Anónimo disse...

Como eu disse:

Dormir no sofá cria mau humor. Se quisessem realmente falar, não mandavam para o sofá.

Eu Mesma! disse...

Concordo....
e é tudo nosso.... cama... lencois... edredons e afins!!!!!!!

Squeeze disse...

Não generalizem! Eu sou muito pratica: quando me irrito vou mesmo eu para o sofá...nem me dou ao trabalho de mandar a outra parte para lá....o tempo que perco, ainda me passa a fúria....Belas noites mal dormidas para nada!!!! Um beijinho de manhã e a vida volta a ser bela e amarela!! Sou uma fraca!!!!!!

Nuno, apenas Nuno. disse...

Se fosse eu a fazer isso e fosse assim exactamente igual era logo uma onda de revolta pq eu sou home e não sei do que falo. xD mulheres...

Fada disse...

AHAHAHHAHAHAHHAHAH

Adorei!

"Parem de se portar como criancinhas que nós deixamos de ser vossas mães."

F-A-B-U-L-O-S-A!!!!!

"O que faz parte! Até parece que eles também não querem! Nenhuma relação acaba a sério sem a sessão de sexo pós-namoro."

É a chamada queca da misericórdia... lol

"Porque se não fosse eu a usá-las, andávamos os dois de fraldas. Já referi as vezes em que se portam como criancinhas?"

E-S-T-U-P-E-N-D-A!!!!!!!

HAHAHAHAHHAHA


Beijitos :D

Francisco del Mundo disse...

Ahaha, tiveste vergonha de me perguntar o que queria dizer aquilo??:D Totooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooo!!!:P
Beijo

Francisco del Mundo disse...

Ah, esqueci-me de dizer! Sabes o que vocês ficam possessas? Quando descobrem que o vosso projecto é pior do que o original...;)
Beijo

Dr Phil disse...

..now i´m mad!!! grrrr

opa, a alanis é conhecida como a eternally angry alanis por alguma razão..ok, a voz é irritante, mas até é gira e tal...apesar de canadiana :p

...de qualquer forma...is not fair..to remind you...bla bla bla...grrrr....argh...cof cof...damn you! alanis!

Summer disse...

Claro que em alguma altura, todas já praticámos estes erros...mas já dormi belas noites no sofá da ex- casa...oh oh ;)

beijo*

Lila* disse...

Mt bom=)
É que somos mm asim, entao a da cama q tem de dormir no sofa é um classico:)

Tia Maria disse...

Há uns anos, um colega meu ouviu da mulher esta ameaca: "ou eu ou a mota". Ela nao gostava de motas, nao gostava de concentracoes, nao gostava de motards, e tambem nao gostava dele, gostava daquilo que ele poderia ser se nao fosse motard, como se ser motard fosse uma doenca, enfim.
Como ele nao é de se ficar, tal como eu, respondeu-lhe:"queres que te ajude a fazer as malas???". Remérdio santo, a conversa ficou por ali.
Quanto á questao do sofá, como o meu paizinho sempre me disse, "o que tiver que ser resolvido entre o casal, é-o antes de se ir para a cama". Levei muito tempo a perceber isto, mas cheguei lá.
Isto para dizer que a questao do sofá é uma infantilidade de parte a parte, que é o que eu noto nos homens e mulheres de hoje, trintoes e trintonas com atitudes completamente infantis.
Se uma mulher me dissesse uma coisa destas, tipo ir dormir para o sofá, a relacao acabava ali, pelo simples facto de que isso é uma atitude infantil e imatura.
Os problemas resolvem-se falando e falando no dia em que ocorrem,e isso sim, é uma atitude madura de dois adultos, que supostamente gostam um do outro, tudo o que fica para resolver no dia seguinte cria ressentimento e vai desgastando a relacao.
Mas uma coisa é certa, se estas coisas acontecem numa relacao, pegunto eu que raio de relacao é essa???
Já agora, uma conselho para as mulheres e homens que queiram ser felizes com a sua cara-metade, deixem de ler revistas americanas ou portuguesas com artigos inteiramente traduzidos das americanas, que falam sobre mulheres e homens que nao existem, e lembrem-se que "O Sexo e a Cidade"é ficcao, OK??
Cumprimentos
Rui e Susana, dois tugas de Almada e Cascais que só dormem no sofá se adormecerem lá a ver um filme qq, a viver em Wageningen, Holanda

pamat disse...

Grande post do tia maria, tem tudo haver com uma questão de maturidade, e com uma lavagem cerebal de revistas do outro lado do Atlantico!
Fazia aqui um comentário, mas não o posso fazer do que X pessoas no facebook andam a ver(rede social dentro de rede social), e onde se verifica uma grande imaturidade dessas mesmas pessoas!

ps: idades acima de 26´s anos ate 50´s e não tem haver com sexo.

Andorinha disse...

EXCELENTE! Muito bom, muito bem escrito, idealizado, explicado, enfim, um verdadeiro book :)

Raizer55 disse...

I threw in the towel?
É giria do boxe. Se o corner do boxista lançar a toalha para o ringue, quer dizer que o seu boxista desiste.
No Million Dolar Baby, o Scrap diz, a determinada altura, que a personagem do Clint Eastwood vive amargurado com o facto de não ter lançado a toalha para o ringue no combate em que ele perdeu a visão do olho direito.

The Love Coach disse...

Maravilhoso :)

Haja mais homens a ler isto!


Um abraço,


The Love Coach