terça-feira, 20 de novembro de 2007

Piropos

É do melhor!
Quem não gosta daqueles piropos que nos lavam a cara, ou nos deixam ruborizadas, ou nos dão aquela expressão de "Palhaço! Se falasses assim com a tua mãe!" (o que às vezes é efectivamente verbalizado!
Existem no entanto, dois tipos de piropos:
  • Os básicos: "A tua mãe deve ser uma ostra, para ter cuspido uma pérola como tu...!"
  • Os que alimentam o ego: "Você é um atentado à moral... como é que querem que um homem seja fiel?!" ou um que me encheu a alma "Você ao telefone parecia ter 40 anos, afinal tem 20" mas esperem, quando eu respondi "Quem me dera ter 20, tenho praticamente 30...!", o senhor respondeu: "30? Caramba, tem de me dizer que sabonete usa para eu o dar à minha mulher!"

Digam lá que não há homens que são um tesourinho?!

2 comentários:

anónimo não alcoólico disse...

Vá lá...não fique com ciúmes!
(O que dá ter tempo livre)
Cuidado com as conversas sobre sabonetes...!

DeusA disse...

ohhh! Deixaste de fora piropos clássicos como:
- «oh flor, dá para pôr? (supõe-se que ÁGUA, sendo nós uma flor...)»
- «magoaste-te? Quando caíste do céu?» (oh senhor! mas está a ver aqui algumas asas para me chamar anjo???)
- (e, este eu adoro) «és como um helicóptero!! Gira e boa!!» (muito bom! Dito com a pronúncia do Norte, é um classico no que respeita a piropos).
Eheheheh
Vivam os senhores das obras! Sem eles, nunca poderíamos postar coisas destas!