terça-feira, 22 de abril de 2008

Resumo das últimas semanas

Bem, o meu carro lá morreu para a vida. Quer dizer, os senhores da inspecção assassinaram-no, porque para mim ele andava para a frente, que é tudo o que é preciso, e por isso estava óptimo. Duas semanas de oficina e 300 euros depois lá passou. E nunca tinha eu tido na minha posse um papel da inspecção sem uma única anotação! Que o carro não pode estar tão bom assim, mas os senhores tiveram pena. :) Como se não fosse o suficiente, o meu telefone resolveu morrer também. Lá comprei um novo, e como até nem tinha nada para fazer, dei-me ao trabalho de ler o manual do aparelho. Foi interessante. Gostei logo de ler a primeira frase em que a Sony Ericsson me dá os parabéns por ter adquirido um telefone novo. Pensei logo que se eles fizessem telefones resistentes a 15 quedas por dia, eu não teria que comprar telefones novos. Mas depois continuam. Primeiro avisam-me que para realizar chamadas o telefone deve estar ligado. Confesso que ainda não tinha percebido. Depois, nas Informações Importantes, dão-me conhecimento que o produto deve ser tratado com cuidado e guardado num local limpo e isento de pó. Ainda não entraram dentro do meu carro, está visto. Poderá explodir se for colocado no fogo. Ah, e eu que gostava tanto de enfiar a cabeça na lareira enquanto fazia as minhas chamadas! Dizem-me para não expor o produto a temperaturas extremamente baixas e que a bateria só pode ser carregada entre os +5ºC e os +45ºC. A viagem aos Pólos já era… Não deixar cair. (não tenho sequer comentários porque os senhores não me conhecem). Não fechar o produto com um objecto inserido entre o teclado e o visor. Onde vou neste caso guardar os 30 post-it de coisas que não me posso esquecer?! Não colocar a bateria na boca. Vou colocá-la onde então? E o visor? Será que o posso partir? E se o telefone se desfizer em inúmeras peças pequenas, posso engoli-las? A sério que não percebo esta gente.
Mas isto foi semana de mais novidades, ah pois foi! Aparentemente alguém descobriu que a Herbalife causa lesões no fígado. Eu bem que andei este tempo todo a dizer que o melhor era Häggen-Dazs mas ninguém me queria ouvir! Por falar nisso, ontem lanchei com o meu pai e quando pedi um gelado ele disse-me “Não estás a fazer dieta? Vocês mulheres estão sempre a fazer dieta!”. Fiquei contente, era a coisa certa para se dizer. Ora resumindo e concluindo, está tudo na mesma. O carro anda outra vez depois de uma fortuna em arranjos, o telefone já toca mas como tem um toque novo que eu desconheço continuo a perder uma série de chamadas, a Herbalife faz mal, a dieta começa amanhã e os homens continuam a dizer sempre a coisa errada no momento errado. Bem-vinda Belotinha de novo à vida real.

7 comentários:

Ruben disse...

Bem-vinda novamente ao teu blog :P

Já tínhamos (tinha) saudades tuas! Fico feliz pelo teu carrinho estar arranjando. Pensa pela positiva, dentro de vários anos, já será um clássico, poderás recuperar todo o dinheiro investido :) hehehe

Beijinhos*

Rita disse...

és a maior

Laredo disse...

Se os homens dissessem as coisas certas nas horas certas nem havia razão para fazer blogs!
Lá se perdia a piada disto tudo!

Mas é recíproco, do lado contrário a coisa funciona nos mesmos moldes...

Anónimo disse...

Estava eu cheia de pena a pensar doar o meu BMW cabriolet para não ver a Belota tão triste,ainda bem que resolveu a situação do seu tão amado carro.
Felizmente posso continuar a passear de cabelos ao vento...

Francisco del Mundo disse...

Ahahaha, gosto do teu pai!:) Gosta de ti e diz as verdades... Pertence a uma casta de "tótós" rara!:)
Beijo

Belota disse...

Aceitam-se donativos!! Aceitam-se! Aceitam-se! Onde está o BMW?

:DDD

Mulheka disse...

Ja há algum tempo que leio o blog mas não me lembro de ter comentado!!!
És hilariante e acho que tenho concordado ctg em todos ou quase todos os posts ahahah!!!