terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Está o homem a pagar o jantar ou o sexo?

No seguimento do post anterior surgiu este comentário que, curiosamente, não me surpreendeu nada. Já tinha ouvido um homem comentar algo semelhante uma vez. Por isso, a ver se a gente se entende. Antes de sairmos de casa para o jantar, na maior parte das vezes, já nós decidimos se há a mera hipótese de acabarmos a noite nas vossas camas. Ou não. Já deixámos a depilação perfeitinha, escolhemos o melhor perfume e vestimos a lingerie mais sensual. Ou não. Já tomámos nota do modo como nos tratam, a atenção que nos dão, e o respeito que nos têm. Antes de sairmos de casa, podemos não conseguir adivinhar o desfecho da noite, mas já definimos até onde queremos ir. E vocês ainda acham mesmo que pagar a conta no final influencia alguma coisa no campo sexual? Dinheiro à espera de sexo é na berma da estrada. Não no restaurante. ;)

43 comentários:

Nuno, apenas Nuno. disse...

Isso mete-se uns comprimidos na bebida dela e está a andar xD

Sonhadora disse...

Concordo com o que dizes...
Normalmente já temos uma ideia pré-definida daquilo que queremos e do que vamos deixar que aconteça!

Guilhim disse...

Nem mais!

eu... disse...

Isto sim, é serviço público aos meninos :)
Já estou a imaginar alguns a pensar "Ah, é? Nunca mais pago jantares!"

Belota disse...

Hahahah mas pagar o jantar, bem como todos os outros cmoportamentos, pode deixar a porta aberta para um segundo encontro. E se nós decidimos que não havia sexo no primeiro, se calhar vale a pena investir num segundo, não? lol

gatunix disse...

na berma da estrada? tens a certesa q nao começa no restaurante....
lembra-te q tao ha o factor homem, nem sempre nos queremos um segundo "date" depois . porque muita pode passar pelas nossas cabeças...

se achas q pagar 1 jantar é pagar pra ter sexo, nao volte a pedir ou aceitar nenhum presente de 1 namorado ou amigo ....
tao a pagar pra sexo...

Belota disse...

Gatunix, acho que não percebeste o post. A ideia é frisar precisamente isso. Um jantar, um presente, whatever, não vos compra sexo! ;)

Capitão Microondas disse...

O homem não deve estar a pagar coisa alguma. Nem o sexo, nem a companhia, nada. Quanto muito o homem deve pagar porque convidou, e porque isso o fará sentir bem e emitirá uma imagem de educação e cavalheirismo a quem foi convidado. E isso aplica-se não só a mulheres que queremos comer mas também a amigas e até amigos. Generosidade é uma boa mensagem. Já não concordo é com a opinião de uma menina que comenta no post anterior que já estende isto a "todos os dates iniciais". Isto porque, se como ela diz, um homem que não quer oferecer dá uma imagem negativa, uma menina que se pendura sempre no expectável cavalheirismo do rapaz também emite uma imagem negativa e classicamente etiquetável. Nem 8 nem 80.

Belota disse...

Ena, ena, muito bem! Capitão Microondas, posso conhecer-te? lol

Poetic GIRL disse...

Não posso deixar de elogiar o Capitão Microondas. Também há por aí muita mulher que se aproveita um bocado das situações. Eu sou sincera, prefiro dividir, mesmo que seja ele a convidar. Sinto-me melhor assim, e a vida custa a todos. Ou então para a próxima pago eu, o que é sinal que estou interessada em que haja uma segunda vez... bjs

Eu Mesma! disse...

Completamente verdade...
e que... o pagarem ou nao o jantar nao influencia em nada o desfecho da noite!

:)

Anónimo disse...

Namorar está caro na realidade económico-social presente. Logo...sugiro que se crie novas regras de cavalheirismo e etiqueta para o inicio deste século e milénio.

Ou... realmente less is more e a simplicidade do passado é que "sabe tudo"?

Antigamente tinha que haver muitos mais dates para se criar alguma intimidade... hoje é diferente, mais rápido, é óbvio que a pergunta é válida: paga-se o jantar ou a intimidade?
Curioso é pensar que uma mulher demora 5 mn a concluir qual será o resultado de qualquer date...

Bunyssa* disse...

Boa resposta, Belota! :) É por isso que gosto de ler o teu blogue.
E a comentário do Capitão Microondas também foi muito pertinente. :)

Beijinho

Di disse...

Os homens são uns parvinhos às vezes...
E a tua resposta não podia ter sido melhor! Assim mesmo *

Squeeze disse...

Mas alguem acha que esta afirmação merece sequer comentário??
Isso a mim é que me admira!! Alguem comentar isto...acho que nem tem assunto..." paga o jantar ou o sexo?"...não tenho assim tão má impressão sobre os meus acompanhantes, que ache que os pobres, se não pagarem qualquer coisinha não levam nada....
Homens??? Onde está a vossa auto-estima?????? Precisam sempre de pagar para ter sexo??

Kikas disse...

e mai' nada! toma lá.

Izzie disse...

Selinho no meu blog =)

Anónimo disse...

Nada como as continhas à moda do Porto, cada um paga o seu.
Outra coisa que ainda não percebi, ou as mulheres são muito pretensiosas ou os homens muito totós, no meu tempo não funcionava assim. Então agora só porque ocorre um date (como lhe chamam) já vai tudo terminar na cama?! E aquele joguinho da sedução, da aproximação, já não conta?
Será do género, "Bora lá e pimba."
Talvez por isso é que a juventude cada vez esteja mais perdida, não precisa de investir nas relações interpessoais. Quando rolar, tudo bem, se não rolar, melhores dias virão.
Eu acho que assim nem se tira o proveito máximo duma relação.
Digo eu! Que já passei dos 35.

LJC

Ágape disse...

AHAHAHAHA Completamente!! E quem nega isto mente!!! lolol :)

Ágape disse...

Capitão Microondas só pelo nível do teu post estás convidado para um jantar...

E pago eu!! :) lol

Anónimo disse...

Tou a ver que o meu comentario cumpriu o objectivo. Fui eu que fiz o comment no post anterior a perguntar se pagavamos pelo jantar ou sexo. E a reacção das mulheres foi exactamente a que eu esperava. Era obvio que iam disparar contra mim.
Sim, belota. Eu sei que em teoria não se paga pelo sexo. Que é tudo um mar de rosas, e com sorte até saimos do restaurante num cavalo branco.
Mas também que na realidade, no mundo real, ha muitas mulheres que trocam sexo, não apenas em troca de amor, atração, etc. Trocam-no por dinheiro (nao dinheiro real, mas o do parceiro), e principalmente por status. Falo das mulheres porque é disso que trata este post, porque existem homens a fazer exactamente o mesmo.
Se pensarmos bem, eu nao disse um disparate assim tao grande. Principalmente quando falamos de mulheres futeis, e materialistas. E não ha assim tao poucas por ai. Na blogosfera entao sao aos cardumes.

Voltando ao assunto dos dates, e ao ter ou nao decidido se vai ou nao haver sexo. Isso sim é um disparate.
Um comentador, disse que acho q te estas a esquecer do factor homem. E estavas, ele pode não querer. Mas novamente, voltando ao mundo real, se um homem te convida para jantar, é porque te quer comer...

Desculpem la qualquer coisinha, mas nao gosto de ser politicamente correcto, e faz-me um bocadinho de caspa estas pessoas que falam de uma maneira, mas depois, agem de outra.

MAC disse...

Belota, muito bom, é assim mesmo e o resto são batatinhas!


A questão dos homens pagarem o primeiro jantar, é redundante e só se põe no universo da educação, mais nada, ou lá por envolver actos financeiros, já passa a trocas por sexo? Claro que não e quem o põe nestes moldes só pode ter ali uma grande falha na formação e respeito pelas mulheres e acabam a ter apenas o que proporcionam, mulheres que estão à venda.

Acho muito bem que paguem o primeiro jantar, convidaram, não foi? Então encarem a coisa como uma prenda, ou já se viu alguém dar uma prenda e depois cobrar o valor ao presenteado. Trata-se de dar por educação, porque também é bom dar, ou só se dá com intuitos de receber? Então não é dar, é trocar, só isso.

E porque acham algumas mulheres que, ao lhes pagarem o jantar, estão a ser compradas? Errado, não estão e se é essa a sensação que fica, então é porque o homem em questão não vale a pena.

Quanto a copos após o jantar, ou eventuais jantares seguintes, claro que nos fica bem pagar e novamente por questões de educação e não de trocas financeiras, ou de favores. Um date pode ser milhares de coisas, se assim o quisermos, mas não deverá nunca ser uma feira medieval.

Capitão Microondas disse...

Caro anónimo,

Como homem permita-me corrigir um aspecto do seu entendimento sobre o assunto: um homem que convida uma mulher para jantar pode não querer necessariamente comê-la. Pode querer comer uma amiga dela, uma irmã ou até a mãe, mesmo que a médio/longo prazo.

Mais a sério percebo o ponto de vista do anónimo, porque também sou homem. É verdade que quanto convidamos para jantar ou mesmo para passear uma rapariga normalmente, repito normalmente, a nossa fértil imaginação e acirrado desejo nos permitiram desde logo planificar o que poderá ter lugar a seguir. A única coisa que discordo é da sofreguidão masculina de que tenha de ser nesse dia. Pode não nos passar isso pela cabeça, o que não invalida que não a queiramos comer. E o mais engraçado é que quanto menos na nossa cabeça esperarmos que tal suceda (facturação no próprio dia) mais provável será a hipótese do nosso discurso menos pensado e liberto de tensão sexual nos levar precisamente a um fim de noite que ambicionava-mos mas talvez nem sequer para tão cedo.

Pulga Catita disse...

Confesso que isso de ter sexo no 1º encontro me arrepia até às costeletas!!! Agora se já o conhecer de outras andanças e for o 1º encontro a dois, tudo ok :D

Anónimo disse...

Boa tarde
Eu pago sempre qualquer que seja o final da noite. Não quero é jantar ou almoçar sózinho e prefiro conversar com alguem ás refeições(que valha a pena, claro).

Um desabafo

MAC disse...

P.S. Mas isto sou eu, que nunca saí com desconhecidos, ou apenas conhecidos. Quando chegamos a jantares, idas a bares e tal, já nos conhecemos benzinho, cruzámos muito em casa de amigos comuns, etc. e não é por nada em especial, só tenho pânico de me ver numa situação em que não tenho nada a conversar, porque nada temos em comum, portanto nesta história do pagas tu, pago eu, não há cá surpresas, muito menos lhes passará pela cabeça que terão brinde, só porque foram acometidos da ideia louca de me pagarem um jantaruxo ;)

Anónimo disse...

Ola, sou eu outra vez.
Em momento algum eu disse que não fica bem ao homem pagar o jantar.
Nao acho que seja por educação, pois nao acho q seja mal educado dividir a conta. Mas fica bem, quanto a isso n ha duvidas!
So nao tenho duvidas que muitas das vezes, esse sexo, se compra com jantares e coisas do genero. Ate com bons carros, fatos e sapatos se compra sexo. Nao sejamos hipocritas! querem ver agora que as mulheres sao tdas um poço de virtude... nao me lixem (com F)

Anónimo disse...

ah, so mais uma coisa, vou deixar-vos uma historia. Uma colega de curso que tive, boa, tinha um namorado rico. Ele eram prendas constantes, jantares, viagens. Mas ela nao gostava dele. Um dia perguntamos-lhe porque namoravam se ela nao gostava dele. Ela respondeu "eu dou-lhe o que ele quer, ele da-me o que eu quero".
Ela tinha tomates de o admitir. Dou-lhe esse valor.

Lolita disse...

Desafio: Quantos pares de sapatos tens?
http://lolita-mundoameuspes.blogspot.com/

MAC disse...

Oh Anónimo, a questão não é mulheres virtuosas e o que os homens terão de pagar para obter sexo. É que para algumas de nós, não está mesmo à venda e implica muitas outras coisinhas que, ou se sentem, ou não, mas que são impossíveis de comprar, seja com jantares, perfumes, sapatos, carros, o que quiser, pura e simplesmente não estão à venda, só isso. Já viu o descalabro que seria para vocês, saberem que valem tão pouco, ao ponto de terem de pagar sempre?

Se isto é ser virtuosa, então sejamos, em contraposição à mais velha profissão do mundo, que nada tenho contra, mas que é só essa a que presta serviços deste género, pagos em numerário, em bens, no que quiser, mas pagos. Se é preciso coragem para o admitir? Não, não é, só é preciso descaramento, mas isso são outros tantos ;)

Marlucinha disse...

Um grd viva aos cavalheiros!!! ainda existem como os de antigamente.. mas já são poucos =(

Anónimo disse...

http://www.youtube.com/watch?v=-aYXLn2c9NM

Marina Almeida disse...

A questao de pagar o jantar, um homem paga porque ker, e acho um acto de cavalheirismo, mas por entre o jantar, a comida nao é o importante, é a pessoa com quem estamos a falar, sexo pode acontecer msm sem jantar, acontece naturalmente pelo poder da atracção. jantar e sexo nao tem nada a ver uma coisa com a outra, é a relação entre as duas pessoa que pode propositar a tal acto, dependendo da situação.o dinheiro nunca me levou a fazer sexo mas sim pela personalidade e por me sentir bem com essa pessoa, pelo ligação k se cria com a convivencia. um jantar pode atenuar isso pelo momento k se passa com essa pessoa, como num passeio ou até num encontro casual. e vamos ser sinceros, ninguem paga um jantar para ter sexo, hje em dia o k nao falta são raparigas faceis k vão com menos k isso,e o homem fodilhão nao tem esse tipo de cavalheirismo, um jantar é um convivio, é sinal k há interesse em conhecer melhor essa pessoa.

Capitão Microondas disse...

Anónimo,

Penso que o teu último parágrafo e exemplo já são mais equilibrados. Acho que ninguém razoável (a não ser alguma amazona surreal) contestará que muitas mulheres funcionam (infelizmente para elas e para os engrupidos) como referes. Mas penso que o objectivo da autora do blogue não foi desmentir a existência de putas, apenas referir um comportamento equilibrado na relação entre homens decentes e meninas que valham a pena.

Anónimo disse...

Yeah!!!!!!!!Grande post!!!!O melhor sem dúvida.

Marta =)

Godfather disse...

Gostaria de apenas referir o aspecto mais obscuro desse pré-ideia, se vai ou não passar algo, pois algumas vezes as mulheres, não tinham em mente o sexo, e facilitam na bela da cueca, ou no pelote na perna (ou virilha, mas nao vamos por ai..pelo menos agr!) e dps arranjam 1001 desculpas para ir para casa. Mas isso vcs não assumem...!!

Zázá disse...

Depois de ler todos os comentários (ai ai (suspiros) Capitão Microondas, ) confesso que o 1ª comentário me assusta e muito!!

Sara disse...

O homem pode pagar o jantar, ou a mulher, tanto faz.
Agora, a única coisa que paga o sexo, e que surpreendentemente nem veio à baila nesta conversa, é o amor.

(Pelo menos para as pessoas a quem vale a pena pagar o jantar, poucas mas que existem, é o amor)

BA disse...

É a ausencia de valores.Pois tal como foi referido anteriormente o que efectivamente paga o sexo é o sentimento...

É pura demagogia andarem a discutir se deve pagar ou nao um jantar.Quem é pobre, ou nao tem recursos financeiros será que não pode convidar ninguem?...POR AMOR DE DEUS.

Ah e tal, é uma questão de boa educação!Será?!...As relaçoes interpessoais devem reger pela naturalidade, simplicidade e não por modelos pré-definidos pela sociedade.

O mais importante num jantar é o seu conteudo, ambiente e nivel de conversa-cumplicidade.Alias sao estes factores que nos dao a conhecer efectivamente quem é a outra pessoa.

MAC disse...

Quem falou aqui em educação fui eu. E sim, partindo do pressuposto que se tratam de duas pessoas do mesmo grupo socio-económico. Não o sendo, logicamente que aquele que terá mais desafogo financeiro, terá sensibilidade para perceber e pagar. Mas, mais uma vez, trata-se de educação e formação. De resto, como não acredito em novelas, meninos ricos com meninas pobres e vice-versa, talvez por isso nem tenha posto a hipótese. Mas isso sou eu, que já não acredito no Pai Natal. Poderá acontecer? Talvez.

Quando disse "para algumas de nós, não está mesmo à venda e implica muitas outras coisinhas que, ou se sentem, ou não, mas que são impossíveis de comprar, seja com jantares, perfumes, sapatos, carros, o que quiser, pura e simplesmente não estão à venda, só isso". Aquelas muitas outras coisinhas, implicam amor, paixão e todos esses sentimentos, caso não tenha sido percebido.

MAC disse...

E além da paixão e do amor, também temos outro sentimento, a atracção. Ou é feio e falta de valores fazer sexo por atracção? É que sentir atracção sem amor ou paixão, não implica que se faça sexo com tudo quanto mexe, até porque não nos sentimos atraídos por qualquer pulga careca, pelo menos as mulheres, acho eu.

diogo disse...

wow, xeque mate.

Anónimo disse...

Se voces acham que têm tudo sempre premeditado, e que vocês é que controlam tudo...então não sei porque é que os gajos que as tratam mais mal são aqueles que vocês têm sempre pancada e sofrem...caim na real, as coisas acontecem porque têm que acontecer, e porque ambos querem que aconteçam...