quinta-feira, 10 de janeiro de 2008

A sério meninos, duh!

Estou cansada da mania dos totós que acham que há uma hipótese de serem gays se gostarem de uma música de miúdas. Está mal. Está mal e são parvos, porque há uma série de músicas que as miúdas adoram e às quais eles deviam prestar alguma atenção, como é o caso do “Independent Love Song” que eu deixo aqui. Não é uma música lamechas. Não é não. Mudariam de ideias num ápice se prestassem alguma atenção à letra:

“I'm gonna show you how to take me
Go down go down
And I'll show you how to turn me
Right on right on
And I'll show you how to touch me
Right on right on right on
Right on right on right on”

Isto já para nem falar na frase mais repetida durante a música toda “I’m doing it in a differente way”, tipo, the good way, duh! Só têm que prestar atenção! Venham cá que nós mostramos-vos. Right on! ;) Totós…

6 comentários:

Belota disse...

Já agora, mais alguém reparou no pormenor da letra "Eu vou mostrar-te como me arrebatares. Vai para baixo, vai para baixo". É bonito, sim senhor! LOL

anónimo não alcoólico disse...

Oh menina Belota... Nós quem? Em nome de quem, além de si, e ainda assim restam-me dúvidas lol, em nome de quem é que a menina fala?
Off the Topic - Já arranjou namorado?
Ia acrescentar, que a ature, mas já tinha pressionado a opção de publicar o comentário.

Afrika disse...

Ola,
a musica e' gira! Mas não se destina ao amor heterossexual mas sim homossexual! (não que isso faca alguma diferença)

Belota disse...

Nós mulheres, estou numa de generalizar como é óbvio. Este anónimo não alcoólico bem que andava sossegadinho! Vira lá uma garrafa de vodka e depois vem falar comigo :P

Belota disse...

Não, Afrika, de facto tens razão e não faz diferença, mas fez-me rir muito! De qualquer modo deve destinar-se ao amor bi:
"And now it's fun that many men will look my way/and I'll take them home and let them show me the way" Esta música cada vez tem mais potencial... :D

Luis disse...

Quando as minhas amigas vão comigo no carro às vezes gozam comigo a dizer que oiço mais músicas de gaja que elas, mas sinceramente estou a lixar-me ;)

O meu ego masculino não fica afectado por isso.