quinta-feira, 28 de Outubro de 2010

Assédio telefónico

Não tenho paranóias à volta do telefone. Nunca desligo o telemóvel à noite. Já aconteceu precisarem de mim numa emergência e eu não tenho número fixo em casa. Não vejo aflição nenhuma em atender números que não conheço (não sei nem tenho guardados os números de toda a gente) e atendo sem hesitar números não identificados. Antes dos telemóveis todos atendíamos o telefone sem saber quem estava do outro lado e nunca ninguém morreu disso. Mas ocasionalmente lá acontece o frustradinho sem confiança ou vida pessoal que se apresente, que resolve matar o tempo a azucrinar-me o juízo com telefonemas ou mensagens não identificadas. Já me aconteceu de tudo. O que me ligava enquanto se masturbava, o que me enviou tantas mensagens que eventualmente meteu a namorada a fazê-lo por ele (ou fazia-se passar por ela, o que é uma jogada terrivelmente inteligente e assustadora), e agora o que liga só para dizer olá, e que o fez umas doze vezes esta noite enquanto eu tentava dormir. O mais estranho nesta gente: uma pessoa ignora ou rejeita o contacto trinta vezes, e trinta e uma vezes eles insistem.E enquanto luto contra a vontade de assassinar estes palhaços todos à pedrada (depois de descobrir uma forma eficaz de o fazer via telefone), e porque sei que isto acontece com frequência a muitas mulheres, pedia que me contassem o que já se passou convosco. Só para eu me poder lembrar e talvez rir um bocadinho quando esta noite o telefone desatar a tocar novamente.

40 comentários:

Blue Shirt Girl disse...

Olha Belota, já me aconteceu e eu resolvi o assunto, falei com ele e ele apagou o número. Mas depois ele voltou a insistir passado uns meses, e teve o azar do meu namorado descobrir que por acaso nem precisou de dizer-lhe nada porque o puto ficou borradinho de medo e disse-me logo que ia apagar o meu número.

girl-withblueshirt.blogspot.com

o stressado disse...

Há dois anos aconteceu-me a mesma coisa, enviavam-me sms a dizer: olá, bom dia, boa tarde, boa noite... Ao principio não liguei, a minha mulher andava desconfiada... um dia passei-me e enviei a mensagem mais ordinária que alguma vez pensei escrever a alguém: "Pensas que é assim que preenches o vazio...", "sua ...". A fulana ou quem fosse, ofendeu-se, e enviou uma sms a dizer que era um ordinário. Pedi desculpas e disse-lhe que não me conhecia para me enviar tantas sms. No dia seguinte , sms: " bom dia". Era doente ou andava a gozar comigo. O melhor é não atender anónimos por uns tempos.

M.G. disse...

Bem, eu entre meninas que pensam que são grandes que me invejam por os meninos que elas amam serem meus amigos, e uns outros meninos que acham piada ligar-me todas as noites depois da meia-noite até às 5 da manhã ... então depois da vigésima vez que desligo a chamada vou e ponho a restringir chamadas até às 7 que vou para o trabalho!

Anónimo disse...

a última que me aconteceu é no mínimo muito estranha...

quase todos os dias andava a receber chamadas de um nº fixo por volta das 7 da manhã e sempre que atendia ouvia o pi, pi, pi como se a chamada estivesse em espera ou algo do género.

um pouco farta da "brincadeira" resolvi eu mesma telefonar para o tal número! e não é que me atende uma senhora com um sotaque muittttooo estranho a dizer "bom dia! aeroporto da madeira, em que posso ser útil?".

(nota importante: a última e única vez que andei de avião tinha 5 anos, fui com os meus avós e telemóveis ainda era uma coisa que só se via nos filmes futuristas)

lá disse à senhora o que se passava e ela sempre a perguntar se eu não estava à espera de um telefonema do aeroporto e que podia ser uma confusão de números e mais não sei o quê! bem, lá desliguei a pensar que a confusão tinha sido resolvida! ENGANEI-ME REDONDAMENTE!

no dia seguinte voltam a telefonar do mesmo número e sempre o pi, pi, pi irritante... já um pouquinho chateada voltei a telefonar para o aeroporto e falei com a senhora muito mais "a sério"... que aquilo não tinha jeito nenhum, que um engano é normal mas que uma insistência diária era inadmissível e lá descarreguei toda a frustração de quem acabou de ser acordada com inúmeras chamadas de pi, pi, pi na senhora que não devia ter culpa nenhuma! mas a verdade é que não recebi mais chamadas pi, pi, pi....

conclusão da história: que tal telefonar para o tal número? se ele/ela não atenderem por conhecerem o nº de telemóvel, telefona-se de outro número. tudo com uma atitude de "ah e tal, tinha uma chamada não atendida deste número. não sei quem é, por isso estar a telefonar. e coisa e coiso e tal."

pode ser que se resolva a brincadeira...

bj*

Anónimo disse...

Oh belota, e mesmo assim consegues dormir??
Eu matava alguém...
Sorte que dormes sozinha, se fosse comigo matava-te de acordar tantas vezes.

Manuel

Louco disse...

Eu sou um gajo diplomático. Se me ligam de numeros anónimos, seja para gozar, seja para não dizer nada ( o que também me costuma acontecer ) eu atendo o telefone e deixo-o ao meu lado.
Eventualmente cansam-se.

Francisco o Pensador disse...

Eu nunca atendo chamadas anónimas, se a pessoa não quer mostrar a cara, porque haveria eu de sentir interresse em conhecê-la?

Antes de haver telemóveis, quando atendíamos o telefone fixo, podíamos de facto não saber quem estava do outro lado antes de atender o mesmo, mas se as coisas corressem mal, podíamos sempre exigir uma factura detalhada à PT e ficar a conhecer o culpado da situação.
Já o mesmo não acontece com os telemóveis...

Kitty * disse...

Bem... Eu devo ser um bicho raro.

Não tenho telefone fixo, só telemóvel. Aliás, dois: um para o trabalho e o outro pessoal. O do trabalho fica no escritório quando saio. Não gosto de misturar a vida profissional com a pessoal.

Relativamente ao telemóvel pessoal, à noite desligo-o. Quando vou descansar faço a mesma coisa, ou pelo menos coloco-o em silêncio. Não percebo o interesse de ter o telefone sempre ligado.

Se estiver ocupada, muitas vezes não atendo o telemóvel. Se por qualquer motivo não me apetecer atender, mesmo que conheça o número, também não atendo... simplesmente devolvo a chamada mais tarde. Penso que ninguém tem de me levar a mal por causa disso, mas infelizmente já ficaram chateados comigo: "Nunca atendes as chamadas!"... Blargh...

Sim, sei que pareço uma anti-social. Irrita-me esta mania que agora quase toda a gente tem de estar constantemente "contactável". Fico possessa quando alguém interrompe uma conversa sem sequer pedir licença para atender uma chamada. Também acho uma falta de respeito estar a conversar com alguém a mandar sms. Não percebo a urgência, é que não percebo mesmo. Se estou com os meus amigos, tento que a minha atenção vá só para eles. Se me apetece estar sozinha, dedico essa mesma atenção só a mim. Temos de viver o presente!

Com este desabafo já me desviei do teu tema, Belota... Não gosto quando me ligam de números anónimos ou desconhecidos, mas se o fizerem só para chatear (como já me aconteceu várias vezes), ponho o telemóvel ao lado do rádio e dou-lhe música. Literalmente. Acabam por se cansar de gastar dinheiro.

Kitty *

http://6thnonsense.blogspot.com

Corvo disse...

Infelizmente ja me aconteceu, e actualmente esta novamente a acontecer, chamadas sempre a horas tardias, e mensagens não identificadas sem nada escrito.
Da primeira vez resolvi a situação, como tinha o numero, fui há TMN e pedi para restringirem o numero e resolveu-se os meus problemas.
Actualmente é mais dificil, pois é não identificado, ja atendi e deixei o telemovel ligado a ver se alguem dizia alguma coisa, mas passado um tempo simplemsnte desliga...
Há pessoal muito estranho

Anónimo disse...

não se passou cmg, mas com uma colega de trabalho...

recebia sms mto esquizofrénico às tantas da manha de uma Psico qq, sempre com números identificados...cada SMS era um nr diferente, ela passou a ligar logo para esses números e atendiam pessoas que aparentemente não tinham nada a ver com o assunto...."há...foi uma menina aqui no comboio me pediu para fazer uma chamada de emergência.."

isto aconteceu imensas vezes até que finalmente fez o óbvio...mudou de nr de telemóvel...

doutorphil...phone stalker nas horas livres.

Kitty * disse...

Esqueci-me de mencionar que também mudo de número de tempos a tempos, para evitar ser contactada por empresas de telemarketing e pessoas que não me apetece aturar, de uma forma geral.

Kitty *

http://6thnonsense.blogspot.com

PFIA disse...

É por essas e por outras que nunca atendo chamadas de anónimos ou de números desconhecidos! Se for importante que mandem sms a dizer “sou eu”.

Mas, há uns tempos, um homem desequilibrado ligava para a minha mãe enquanto se masturbava. Arfava uma série de impropérios até que ela, completamente chocada, desligava. Isto perturbou-a imenso e só comentou comigo e com o meu irmão uns tempos mais tarde, porque tinha vergonha! Fiquei indignada. Um dia atendi eu! Entre insultos sobre o tamanho do pénis dele e palavrões cabeludíssimos, proferidos no tom mais agressivo e sarcástico que consegui alcançar, o homem acabou por desligar. Estava à espera da voz doce e acanhada da minha mãe e saiu-lhe uma autêntica besta. Quando a chamada terminou a minha mãe contemplava-me chocada. “Desculpa mãe, mas com estas pessoas é assim que se fala!”

Ele nunca mais ligou e teve sorte de não ter sido o meu irmão a atender!
;)

[Este procedimento foi uma medida de desespero! Era a minha mãe, carago! A MINHA MÃE!!!]

Maria_S disse...

Há mais ou menos 2 anos andava a receber chamadas de nºs identificados que diziam que tinham visto o meu anúncio e tal. Eu dizia que era engano e eles desligavam. Nunca foram ordinários, eu é que um dia passei-me e perguntei ao gajo onde é que raio o meu nº andava a aparecer. Ele disse-me que andava no teletexto da SIC. Fui espreitar e percebi que eles(as) colocam os nºs assim com uma mistura de nº e de letras e o zero e o O devia fazer confusão e estes gajos ligavam-me. Telefonei para a empresa (já não me lembro qual, mas era ligada ao teletexto da SIC) e auilo parou (pedi para colocarem um filtro de combinações possíveis do meu nº).
Agora recebo sms de uma gaja que quer que eu lhe ligue, que está sozinha e tal....não interessa. Uma vez tentei ver de onde era o nº e é do estrangeiro. Agora não ligo simplesmenbte faço delete. E estas são as minhas histórias eheheh. Bjs.

Trin disse...

A minha mãe usa a técnico do apito... quando começa a passar-se ela sopra no apito com força e eles devem desistir por surdez :-p

Patricia disse...

Bem... a mim já me aconteceu uma situação desagradável... ligaram-me imensas vezes porque viram o meu número de telefone numa certa e determinada página de um jornal qualquer. Depois de algumas ameaças de ir à polícia, descobri que o meu número dava para bloquear o número de telemóvel que tanto me incomodava.
Assunto resolvido.

bjs

Lilith disse...

Há uns anos atrás, chamadas e mensagens de números desconhecidos eram diárias, depois lá acalmaram. Ainda assim, há uns 2 anos atrás ligaram-me e eu, distraída que estava com um livro, atendi com a maior normalidade. O fulano começou a falar normalmente, a dizer que era o Tiago de não sei onde e eu a dizer que não o conhecia; de repente começa a arfar e a suspirar um "estou-me a masturbar". A princípio achei que estava a perceber mal e ainda pedi para repetir, depois desliguei e caí em cima da cama a rir-me. Há cada otário! xD

Ainda a propósito disto dos telemóveis, uma vez mandaram-me uma mensagem de "parabéns, mana" muito fofinha e tudo mais mas que eu sabia não ser para mim. Simpática (e inocente) respondi dizendo que se tinham enganado no número. Não é que o gajo me responde a perguntar se eu não o queria conhecer?! Vale de muito ser boa pessoa...

Rachel disse...

Há uns 2 anos atras um amigo meu apresentou-me um colega dele.. esse colega disse-me que estava numa optima empresa e que podia eventualmente encontrar trabalho pra mim.. E eu muito inocente dei-lhe o nº de tlm.. o que eu não fui fazer!!

Ligava-me todos os dias pra sair com ele... disse-lhe que não estava interessada mas o tipo insistia todos os dias me mandava 2 ou 3 msg a dizer Bom dia .. ou queres sair? Isto durante 1 mês!! Já não lhe respondia...
Mas ele continuava todas as semanas durante 6 meses até q se cansou!! Coitado

Francisco o Pensador disse...

Trin, essa do apito está simplesmente genial!
É nestas horas que eu até gostava de ser mulher só para receber algumas chamadas ordinárias e aplicar essa técnica....hehehehe

Anónimo disse...

se calhar mereces...e se calhar tambem gostaste de alguns destes telefonemas...e se alguem te telefona para te dizer ola, se calhar e porque se preocuparam contigo. mas sao "palhacos". todos, sem excepcao. ok, palhaca?

Francisco o Pensador disse...

Acho que ela só seria realmente "palhaça" caso tivesse paciência para responder aos comentários dos alcoólicos anónimos...

Assim como eu acabei de fazer agora por exemplo, mas eu, além de ser um palhaço, também sou bobo!...e totó, já agora, caso contrário, não teria nenhum gosto em continuar a visitar diariamente este blog.

Anónimo disse...

caro francisco, neste caso nao foi preciso assinar. a pessoa em questao que faça uma analise se consciencia ao que escreveu. e que va chamar palhaco a outro.

Francisco o Pensador disse...

Cara anónimo, neste caso, e de acordo com a sua reacção, devo deduzir que a carapuça lhe tenha servido?

:)

Anónimo disse...

caro francisco, nao escreva sobre o que nao sabe. o destinatario, neste caso a destinataria esta bem indicada.

Belota disse...

Francisquinho, não te preocupes, recebi um e-mail deste "anónimo" que não percebeu o post.

Para o anónimo:
QUE PARTE DE "CHAMADAS NÃO IDENTIFICADAS" É QUE NÃO ENTENDESTE? Achas mesmo que este post é sobre ti????

"You're so vain you probably think this song is about you"

Shame on you.

Anónimo disse...

errare humanum est et confiteri errorem prudentis;

Anónimo disse...

um sentido pedido de desculpas, não altera as coisas - o tempo não volta para tras, mas expressa os sentimentos.

Belota disse...

Ai pah, não tenho paciência nenhuma para estes sentimentalismos baratos...

Vi. disse...

Desde sms escritos em brasileiro (oi gata e coisas que tal), até telefonemas de pessoas que pareciam estar naquele preciso momento a correr a maratona, já me aconteceu de tudo! Hoje em dia, ao contrário da Belota, nao atendo nem numeros privados, nem numeros que não conheço! quero la saber

Crente disse...

Está visto que a mim ninguém me liga.

Pipoca dos Saltos Altos disse...

Sim, aqui :http://dosmeussaltosaltos.blogspot.com/2009/02/mas-esta-tudo-doido.html

e volta e meia, durante a noite ligam-me de anónimo e não falam. E eu agradeço que nem falem lol
Beijos

Fatyly disse...

Nada como fazer o que faço e que muito, mas muito raramente aparece nova "parvoeira" anónima ou não:

respondo ou atendo em voz off: este telefone está sob escuta por via judicial! Espero e ouve-se logo o desligar, ou um aflito desculpe foi engano.

Também já mandei email à operadora que mensagens publicitárias às tantas da noite Não e que os processaria. Nunca mais!

Cristina disse...

Olá, Belota! Por causa destas cenas é que deixei de atender chamadas anónimas... E tb não respondo a mensagens de números desconhecidos... Que se identifique quem quiser "troco"... O meu despertador é o meu telemóvel que, apesar de colocado em modo "silêncio", toca pontualmente à hora marcada... :)

Cristina disse...

Olá outra vez! Não cheguei a deixar o meu testemunho sobre este assunto... :) Em Agosto recebi um "ola" no telemóvel... O número era-me (é-me) desconhecido... Aguardava o contacto de um amigo vindo do estrangeiro, que ficou de me dar "um toque" assim chegasse... Umas duas horas depois (não tinha o telemóvel comigo), respondo: "Olá! Com quem falo?". A "conversa" restante é absolutamente inacreditável e irritante: -"iso pergunto eu" (assim mesmo, com um "s" apenas). Eu, ainda mantendo alguma cordialidade, respondo recordando que fui eu que recebi a mensagem inicial: "Uma vez que se enganou, como se vê, agradeço que não me volte a importunar". Logo de seguida recebo um "vai te f****". Fiquei danada! Tratei logo de pôr o tratamento mais coloquial de lado e respondo com um "Vai tu!". Ainda me chama de "pandeleiro", dá para acreditar? Nem conhecia essa palavra (existe, Belota?), mas não serviu de nada corrigir e passei a ignorar as mensagens seguintes... E também o novo "ola" que o mês passado recebi do mesmo número... :)

Francisco o Pensador disse...

Belota...francisquinho??
Uauuuu!!! já ganhei o dia!....hehehe

Fora de brincadeiras, quando vi o "Pensador" do Auguste Rodin no video que publicastes em cima, (mais propriamente no segundo 8) cheguei mesmo a pensar que aquele video me era - de certa forma -dedicado, mas depois de ouvir mais atentivamente as palavras da música...

You're so vain? hummmm...não! não deve ser para mim.

Isto é...pelo menos assim espero!

:)

Shiine* disse...

O mai engraçado que já me aconteceu foi o seguinte : Eu estava na piscina com o meu namorado, tinhamos os telemóveis debaixo da toalha e nem nos lembrávamos. Nisto, o meu telemóvel toca. Era um número anónimo. O meu namorado atendeu. E disse :"'Tou?" e ouvê-se do outro lado :"'Tou?" .. O meu namorado diz :"Mas quem fala?" e ouve do outro lado :"mas quem fala?".. nisto, responde :"Isso pergunto eu".. Ouvindo do outro lado exactamente a mesma coisa. Moral da história: O meu namorado emprestou o telemóvel a um amigo, que meteu aquilo em anónimo para ligar e não voltou a mudar. Como os telemóveis estavam debaixo da toalha ou me sentei lá em cima ou carreguei sem querer e liguei do dele, para o meu. Logo, o meu namorado estava a falar com : ELE PRÓPRIO. Rimos até cair depois :) .. Brincadeirinhas dessas a sério já tive muitas, mas coisas que passam.

Marta disse...

A forma mais radical podes sempre fazer queixa ou bloquear o numero no elemovel!
A mim ligam-me as vezes de nmero anonimo tambem a meio da noite, acabo por acordar, atendo vejo que é palhaça e desligo. Se for preciso, se eles insistiramdesligo o telemovel que é para conseguir descansada!
beijinhos

Fada disse...

Xiiii...

Bem, linda, há uns anos, tive um frito da tola a ligar-me a cada hora, desde as 23 às 5 da manhã para os meus DOIS tmvs!...


Não dizia nada, limitava-se a ligar.

Quando deixei de me importar, limitei-me a atender e deixar ligado, só para gastarem. Nas noites em que estava mais cansada, tirava o som e avisava a família que estava sem som nos tmvs (tb não tenho fixo).

Apesar dos conselhos de "mude de tmv", decidi ser mais teimosa que a criatura. Afinal, tenho estes 2 números desde sempre e não pretendo mudar.

Uns meses depois, lá deve ter arranjado outra pessoa a quem chatear.

Mas esse, apesar de incómodo, não foi o mais grave.
Grave foi esta situação que publiquei aqui:
http://fadadosbosques.blogspot.com/2009/05/put-que-os-pariu.html
e aqui:
http://fadadosbosques.blogspot.com/2009/05/put-que-os-pariu-2.html

E pelo que percebi, houve mais gente a perder dinheiro com isto...

Portanto... Leva a coisa na boa, ou arranja (temporariamente) um nº novo só para teres o teu desligado quando descansas e estares contactável pela família, para emergências.
É que há mesmo gente que não sabe o que fazer ao tempo e com muita falta de vida própria!

beijinho, cuida-te
:)

Sentimento de Mim disse...

Eu tenho um ex-namorado que insiste em ligar com chamada anónima (como se eu não soubesse quem é) que liga a horas específicas (como sei a sua rotina, não há mesmo dúvida que é ele). Eu digno-me a atender e logo a seguir a desligar... deve-se sentir satisfeito a fazê-lo. Há 11 meses que o faz, antes era diariamente, agora passou a uma vez por semana. Ou a actual namorada não lhe cusca o telemóvel, ou é cuidadoso o suficiente para apagar registos (q não acredito que é burro que nem uma porta) ou eu passei a ter nome de homem na agenda dele. Haja paciência para aturar esta gente.

BYRNE disse...

Ninguém me liga de anónimos..!

BYRNE disse...

Ninguém me liga de anónimos..!