sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Quantos homens são precisos para mudar a roda de um carro?

No meu caso posso afirmar que às onze da noite numa rua sem luz nem alcatrão, foi preciso uma banda inteira de reggae com oito elementos, um fotógrafo, um pai, um mecânico, e uma visita à oficina no dia seguinte. Porque é que nunca me acontece nada simples??

A minha melhor contribuição para o assunto? Quando o fotógrafo tirou uma coisa escura, redonda e grande da mala do meu carro, eu olhei para aquilo aflita e exclamei "oh, a minha roda sobresselente não tem pneu!!!" e ele respondeu com um ar incrédulo "isto é a caixa onde estão as ferramentas, o pneu está por baixo".

10 comentários:

ESPAÇO SUDOESTE disse...

lol

Manuela disse...

Olha...és como eu!!

Sofia disse...

ahahah
Ao menos que sirvam para isso :P

Mr. Pepper disse...

"Porque é que nunca me acontece nada simples??"


hmmm serás tu uma rapariga complicada? Ou és mais do tipo elaborada/ desafiante?

Ultima Thule disse...

Há pelo menos uma foto do evento?

Lilith disse...

AHAHAH BRILHANTE! :D

Francisco o Pensador disse...

Belota, caso não te tenhas apercebido, mas aquilo que te aconteceu acabou por ser uma situação simples.

Complicado seria se eles tentassem todos mudar a roda do teu carro em simultâneo, apenas com a intenção de chamar a tua atenção ou suscitar o teu interesse.

Quanto ao "pneu", como mulher até que nem estivestes assim tão mal. Ao menos sabes que ele é redondo...

:)))

Menina do Mar disse...

Bem tiveste sorte que estava, lá todos para ajudar. Porque eu já tive mais ou menos esse numero de pessoas a minha volta enquanto me mudavam o pneu, já que tive de parar o carro numa estrada em que passava o eléctrico...
Resultado muitos olhares ansiosos e até mesmo furiosos dos passageiros do eléctrico que foi obrigado a parar até eu ser capaz de tirar dali o carro...
Isto tudo para te dizer, não te sintas sozinha! lol

Fatyly disse...

Quantos homens serão precisos? Pois...por vezes nenhum ou porque não aparecem e temos que mudar ou simplesmente porque ficam a ver se somos capazes.

Quando tirei a carta aos 21 anos (faz as contas:)), depois de passarmos no código era de imediato o exame de condução, na qual era incluido: mudarmos um pneu, ver o óleo e limpar as velas da bateria. (hoje já não existem tais velas)

Já furei várias vezes e com parafusos que sempre me perseguiram. Mudei duas vezes, outras duas ajudaram-me. Pois e tudo porque não tinha o famoso spray (tinha mas estava vazio) para facilitar o desenroscar das porcas. Hoje por ter a idade que tenho posso chamar "assistência em viagem" para duas mudanças de pneus:) uauuuu:)

Na semana passada, para ajudar à festa do susto qe apanhámos com a minha neta do meio que foi operada de urgência e estava no hospital, ia buscar a mais velha para a levar à escola e quando saí daqui e passados uns 500metros fiquei sem travões dando o sinal respectivo. Inspecionado vi a perder óleo, devagar, devagarinho consegui voltar e entreguei ao mecânico.

Acho que a maioria das mulheres "nem estão aí" no que toca a mecânica, o que é mau e tudo talvez porque sempre tiveram sorte em terem quem lhes fizesse tudo!

Belota disse...

COMO É QUE DE FACTO NÃO ME LEMBREI DE TIRAR UMA FOTOGRAFIA DO DISPARATE TODO??

Fatyly,
mudar pneus, ver óleos, etc. e tal devia continuar a ser parte de tirar a carta. É muito mais importante do que o ângulo a que a cadeirinha do bebé tem que ficar presa ao carro. De certeza que a consigo montar com segurança sem saber o número exacto.
Grande susto esse de ficar sem travões, não me soa nada bem. Já fiquei sem caixa, sem manete de mudanças (partiu-se na minha mão lol) mas nunca sem travões! Espero que a neta esteja a recuperar!