sexta-feira, 17 de setembro de 2010

E por falar em turn offs

Tinha a Lady Gaga um aninho apenas, e já Jana Sterbak fazia uma exposição com um vestido de carne. Quase dez anos depois, uma poltrona feita com carne. Mas lá está, não era a Lady Gaga. Não há muita paciência para estes stunts publicitários. Mas menos ainda para as defesas profundas que garantem que esta é uma afirmação em defesa das mulheres. Em como não podemos continuar a ser vistas apenas como um pedaço de carne. Tem piada, porque o vestido é tão curto, mas tão curto, que eu ia jurar que aquilo que ela queria que fosse visto era a sua própria carne por baixo da carne. O outfit completo parece gritar "come-me". Mas não, é um protesto em defesa das mulheres. Esta conversa do feminismo parece que serve de desculpa para tudo. A mim serve para me cansar. No patience. At all.

12 comentários:

Capitão Microondas disse...

esse vestido não é um protesto. É um manifesto de imbecilidade. A ostentação de não sei quantos vestidos numa cerimónia, no estado em que esta merda anda, ainda vá, agora um dos objectos de ostentação ser feito do que poderia dar de comer a muita gente é imbecilidade pura. Mas a criatura tem tanto de genial como de avariada do sistema, na minha opinião. Devia aplicar-se na música.

Fatyly disse...

Subscrevo inteiramente o teu post, bem como o comentário de Capitão Microondas.

A bestialidade humana na sua verdadeira essência!!!!!!

Anónimo disse...

eu sou vegetariano e acho o vestido grotesco, deve emanar um odor semelhante a um talho...

yuk!

doutorphil, o vegetariano.

Abobrinha disse...

Bem, eu vou propor-lhe que para a próxima faça um vestido com bacalhau já um pouquinho demolhado... vai ser cá um cheiriiiiiiiiiiiiiiinho!!!

Mr. Pepper disse...

ha mulheres que para chamar a atenção sao capazes de tudo, meter uma melancia na cabeça, ir ao cabeleireiro... andar de mini-saia... enfim... andar de vestidos de carne...

"women... can't live with them... can't kill them" ;)

o stressado disse...

O lema da "palhaça" é chocar! Tudo para disfarçar a porcaria de música que canta...também me debrucei sobre o assunto
http://ostressado.blogspot.com/2010/09/carrnavalis-lady-gaga.html

Nádia disse...

Eu gosto bastante de Lady Gaga, admito. Acho-a super criativa, bastante aliás mas tem limites, visto que não faz sentido nenhum a ninguém usar como roupa carne crua. É um desperdicio total.
Lamentável.

Babs disse...

Também me lembro de ver uma sessão fotográfica no "America's Next Top Model" em que as modelos também vestiram carne.
Por isso, não se pode dizer que a Gaga seja muito original.

For Girls disse...

Muito bom o post. Parabéns!

Às mulheres, também sugiro que acessem http://contentforgirls.blogspot.com/

Cristina disse...

Desculpem-me os fãs da Lady Gaga... Que mau gosto! Sabia-a excêntrica, mas não a este ponto! Adoro o teu blogue, Belota! Continua! Beijos.

Francisco o Pensador disse...

É caso para se dizer que esta miúda é toda ela carne dos pés à cabeça...

Mas só de olhar para ela até parece que fico com cólicas intestinais.
Vou-me embora antes que me dê uma indigestão.

:)

(Ps: Comentei no teu post sobre o que leva os homens a gostar de meias de ligas. Se sentires curiosidade, ficou lá tudo explicadinho...)

Anónimo disse...

Dava-lhe uma dentada...