quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Isto cá em casa seria um problema

Por aqui os dias passam-se assim:

Ele: Achas que leve o casaco cinzento?
Eu: Pode ser, é giro.
(quando ele aparece vestido)
Eu: Isso não é o casaco cinzento, esse é verde tropa.

Eu: Trazes-me o body cor-de-rosa da Belotinha, sff?
(ele traz um)
Eu: Não é esse, esse é salmão.
(ele traz outro)
Eu: Não é esse, esse é cor-de-laranja.
(ele traz outro)
Eu: Não é esse, não vês que esse é encarnado??

Quando ele vai às compras sozinho e telefona:
"Estou aqui com uma camisola na mão, acho que ficava bem com as minhas calças beiges (mentira, ele não diz beige, diz castanho, que para ele é tudo a mesma coisa) podia dizer-te que é azul, mas sei lá se isto para ti é azul, a senhora da loja já lhe chamou qualquer outra coisa que nem percebi, vou levar e depois se for preciso venho cá trocar, o que achas?"

Adoro esta expressão do "sei lá se isto para ti é azul". É que ele acredita mesmo que eu, e todas as outras mulheres, por sinal, inventámos toda uma gama de cores que não existem e cujo propósito é baralhar as escolhas masculinas. Ele tem a certeza das cores que vê (que são as primárias, sempre no mesmo tom e com o mesmo nome) eu é que vivo num universo paralelo com cores imaginárias. Numa coisa dou-lhe razão: a a percepção deles do mundo é muito mais simples. E acho que até os invejo um bocadinho por isso. Mas nós temos mais por onde escolher. :)

2 comentários:

Fada disse...

Eheheheh

Será uma questão genética? Ancestral?
Teoricamente,eles tinham a obrigação de distinguir muito mais, e ter a vista apurada, pois eram eles os caçadores... :P

Mas deixa lá... Há muitos casos destes, e é mesmo uma delícia essa do "sei lá se isto para ti é azul".
Um aplauso ao "menino das bolachas", pois essa resposta mostra que sabe lidar bem com isso. :)

Beijinhos

C. N. Gil disse...

Pois então deixa explicar:

Os homens sofrem todos de daltonismo. Não de daltonismo crónico, ao ponto de apenas ver tons de cinzento, assim como os tons do outro, mas a incapacidade de destinguir tonalidades da mesma cor. E precisamente porque eram os caçadores. Menos cores, melhor detecção de movimento.
Já as mulheres vêm muito mais tonalidades.
Para um homem cor-de laranja é cor-de-laranja.
Para as mulheres existem miriades de tons de cor-de-laranja.
Para um homem, maça e pêssego são frutos. Para a mulher são tonalidades.
Depois é a confusão de se as canetas fluorescentes têm tinta verde ou amarela. Para mim sempre foi verde, por mais que todas as mulheres que eu conheço insistam que é amarela...

Enfim...

:)