domingo, 24 de fevereiro de 2008

Ainda bem que gostamos deles malucos...

Já aqui há tempos tinha referido num post antigo como gostamos que nos protejam das coisas pequenas e que parecem insignificantes, e como o sentido de humor é meio caminho para nos conquistarem. Pois que uma vez, estava eu a dormir em casa do namorado dessa altura, quando fui atacada por uma melga. Não só o menino acordou com a minha birra meia adormecida e foi todo querido esfregar álcool nas picadas para eu não sentir comichão, como quando acordei na manhã seguinte tinha uma melga morta e um bilhetinho à minha espera na prateleira da casa-de-banho:



É ou não é um bom equilíbrio entre ser-se protector e ter um parafuso a menos?
:)

(Nota: imagem reproduzida com total aprovação do ex-namorado em questão. Que é só para não dizerem que eu sou mazinha…)

10 comentários:

Maria Manuela (M&M) disse...

Tá demais.....

lllooollll

beijos

patanisca disse...

Muito cómico! ;)

Anónimo disse...

Genial, Belota. Mas pq é k guardas tb a melga?
M

Belota disse...

Porquê? Então, a melga está no expositor junto das aranhas que ele também matou durante os dois anos e meio de relação.

Oh Sr. M. Totó, eu só guardei a fotografia, naturalmente...

Dr. BlackShadow disse...

alguem conhece a historia da viuva negra? ou porque essa aranha tem esse nome? welcome to Belota's world haahahahahah

Francisco del Mundo disse...

Ahahahahha, adorei...:D A menina merece um esforço desses...;)
Beijo

O pensador disse...

Bem, tudo isso só para dizeres que não queres melgas na tua vida, ok...estamos entendidos!

:-)))

Belota disse...

Ahaha melgas não, só meninos queridos que matem as melgas para mim... (ui... suspiro sonhador...)

Ana disse...

Não considero isso maluquice... Mas sim sentido de humor!!! E sem duvida que gostamos de dar umas boas gargalhadas!! ;)

solo disse...

só tiraram fotografias à melga nessa noite?